Arquivo da tag: sonhos

O Menino e o Cinema – parte 2

A saga do menino no Cinema continua, agora atingindo maiores proporções, com sua mudança para São Paulo. No entanto, algo acontece e o menino perde a fé em si e no cinema. Será que ele conseguirá superar isso e fazer o que sempre quis? Continuar lendo

Publicado em Caminhando, Passado, Trabalho | Marcado com , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

O Menino e o Cinema – parte 1

Era uma vez um menino que gostava de histórias. Ele gostava tanto delas que quis contar suas próprias histórias: quadrinhos, literatura e, sobretudo, o cinema. Contudo, será ele capaz de vencer as distrações da vida e transformar seu grande sonho em realidade? Continuar lendo

Publicado em Caminhando, Passado, Trabalho | Marcado com , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Acredite… e será salvo

“Acreditar em quê?”, você pode perguntar. Não digo “em quê”, mas “em quem”. Acreditar em si mesmo. Já percebeu como mesmo a pessoa que mais aparenta confiança em si fraqueja na hora de crer em si mesmo? Pode ser que ela (a pessoa do exemplo) confie em sua habilidade de conhecer um novo amor, pode ser que ela saiba ser possível chegar em determinado lugar, mas tem sempre um limite: ela acredita que pode realizar alguns desejos profundos de sua alma, ser ela mesma? Você acredita em si mesmo a ponto de arriscar tudo o que considera “certo” em sua vida, a ponto de correr atrás de seus sonhos? Será que existem sonhos mais simples ou mais “acreditáveis”? Continuar lendo

Publicado em Namoro, Relacionamentos, Trabalho | Marcado com , , , , | 1 Comentário

Bronca

Os sonhos são as famosas “janelas da alma”, nossa forma de conexão e comunicação direta com o Inconsciente, oportunidades de autoconhecimento e de aprendizagem sobre aspectos que nossa mente consciente costuma desconhecer. Por isso, a importância em ouvirmos nossos sonhos e tentarmos entendê-los Continuar lendo

Publicado em Caminhando, Mente | Marcado com , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Sonhos…

Foi um estranho e diferente encontro. A vida acontecia em torno de nós, o dia era brando e nada parecia ser especial, exceto o fato de que eu sabia que aquilo era um sonho e meu pai também. Ele chegou e conversou comigo, desculpando-se por sua morte e explicando que precisava ir. Disse que eu era importante e que ele sempre se lembraria de mim no lugar em que estivesse. Ele me abraçou, se despedindo, e desapareceu na multidão. Continuar lendo

Publicado em Espírito, Mente | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário