Arquivo do mês: setembro 2010

Perdido!

Dizem que, para se encontrar, é preciso se perder. E quão verdade tenho comprovado que isso é!

Impressiona a maneira como tudo parecia tão certo, tão no lugar, tão bonitinho. Mas eram só aparencias, até porque, se fosse mesmo assim, nunca teriam aparecido as vontades de se conhecer melhor, de abrir os horizontes, de trilhar esse caminho único. Se tudo fosse mesmo perfeito, aquela coceira de que havia coisa errada nem teria se manifestado. Continuar lendo

Publicado em Caminhando | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

Libera me

Preso. Preso em uma falsa realidade, sem sentido, non sense, inútil! Um mundo de ilusão corrompe-nos a mente, os sorrisos, as possibilidades de felicidade. Uma prisão. Como conseguimos o alvará de soltura? Continuar lendo

Publicado em Dia a Dia, Sentimentos | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Medo de Amar

Pode parecer estúpido para algumas pessoas, mas a verdade é que tenho medo de amar.

Sempre fiz o tipo romântico, às vezes até de mais. Apaixonei-me muitas vezes, amei (o tipo “eros” de amor) outras tantas. Costumava ver pessoas que tinham medo de se apaixonar e, por isso, nunca tinham relações estáveis, estavam sempre insatisfeitas. Eu não as entendia. Amar, para mim, era simples e tão fácil. Sempre mergulhava de cabeça nas paixões e adorava, apesar de conselhos como o do poeta W.B. Yeats (Never give all the heart). Continuar lendo

Publicado em Namoro, Relacionamentos | Marcado com , , , , | 4 Comentários

Sozinho

Durante muito e muito tempo, entendi o mundo sob a ótica do individualismo. Era assim quando ainda morava com minha mãe, era assim quando mudei do interior para a capital, era assim quando procurei meu apê, tudo para morar sozinho, me virar sozinho, ganhar meu dinheiro sozinho. Era o máximo sentir-se independente em todos os aspectos. Não precisava de ninguém para nada. (Isso até me lembra da letra de Help, dos Beatles – I never needed anybody’s help in anyway). Ou, pelo menos, era nisso que eu acreditava. Continuar lendo

Publicado em Amigos, Família, Namoro, Relacionamentos, Sentimentos | Marcado com , , , , , , , | 4 Comentários

Máscaras e vendas

Certezas e mais certezas. É tão bom se achar o dono da razão, acreditar que se sabe tudo sobre si mesmo, crer em sua própria santidade. Como diria o personagem traidor Cypher, em Matrix (ver cena aqui), “Ignorance is bliss.” Continuar lendo

Publicado em Caminhando, Espírito, Mente | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O Preço do autoconhecimento

Nunca que neste caminho em busca de ser uma pessoa melhor, de melhor me conhecer, que pensei na possibilidade de tudo vir fácil. Sempre soube que haveria um preço e, desde o início, afirmei que aceitava o desafio e iria até o fim. Continuar lendo

Publicado em Caminhando, Espírito, Mente, Relacionamentos, Trabalho | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Nada melhor que uma viagem

Nada melhor que uma viagem. E de qualquer tipo. Um momento que nunca vou esquecer aconteceu há 2 semanas em Genay (uma cidadezinha de campo com 300 habitantes na Borgonha – França). Já era umas 19h do domingo e estávamos quase voltando para Paris. Resolvi sair para andar em uma trilha que terminava em um obelisco (desses que o Obelix carrega nas costas), uma pedra enorme com alguns milênios de idade, deixada lá provavelmente pelos celtas. É um lugar lindo, cheio de plantações de girassóis, milho e campos de pasto para gado. Continuar lendo

Publicado em Caminhando | Marcado com , , , , , , , , | 3 Comentários