Sonhos…

Tem algo muito forte de que me lembro claramente e que, a despeito do que muita gente com diferentes pontos de vista religiosos poderá dizer, me pareceu extremamente real. Há 17 anos, quando meu pai foi para o País de Verão (morreu, gente!), na primeira noite logo após sua morte, sonhei que estava caminhando no calçadão do centro da minha cidade natal e, lá, perto de uma loja de discos, encontrei meu pai.

Foi um estranho e diferente encontro. A vida acontecia em torno de nós, o dia era brando e nada parecia ser especial, exceto o fato de que eu sabia que aquilo era um sonho e meu pai também. Ele chegou e conversou comigo, desculpando-se por sua morte e explicando que precisava ir. Disse que eu era importante e que ele sempre se lembraria de mim no lugar em que estivesse. Ele me abraçou, se despedindo, e desapareceu na multidão.

Em 17 anos, nunca outra vez sonhei com ele. A maior parte das minhas memórias dele também parecem ter se tornado preto e brancas, embora não seja difícil lembrar sua voz.

E daí? Bom, daí que domingo eu sonhei que meu pai havia morrido, mas nos dias atuais. Não, ele não aparecia no sonho, era só mais uma ideia, um conceito, fazia parte do contexto, da história. Assim como diversos tios e outras pessoas de minha família que já morreram apareciam para descobrir notícias sobre o enterro dele. Eles falavam com minha avó e minha mãe, que estavam juntas de mim na janela.

Apesar de impressionante, às vezes, ver gente da minha família aparecer de novo, e alguns até como zumbis, o interessante é que nesse tempo todo eu tinha medo de que minha mãe e minha avó estivessem do lado de fora da casa, onde os mortos-vivos reinavam. É um medo claro da perda de pessoas importantes que parece se refletir em todos os aspectos de minha vida, me deixando mais longe, mais distante daqueles de que um dia fui muito mais próximo. Ponto 5 a resolver nesse caminho? Bom, só sei que esse claro medo de perder pessoas importantes precisa ficar como assunto de outro post. Este aqui já se alongou de mais.

41 dias já foram. Faltam 324

Esse post foi publicado em Espírito, Mente e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Sonhos…

  1. Estou adorando sua trilha… Este sonho do dia seguinte foi interessantíssimo, e este de agora parece ser mais cerebral mesmo, simbolizando este medo da perda… Reflexão importantíssima… Recentemente eu senti na pele uma aversão a certas coisas somente porque eu tanto queria e não podia tê-las… É este o mal do mundo: sentimentos bons mal resolvidos. Parabéns pela caminhada! Menos um neste cenário ainda triste! Mas pouco a pouco, todos despertando a seu tempo, todos faremos parte de um cenário mais colorido! 🙂
    Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s