Fracasso ou Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica

tumblr_oes9a8oror1uuu6ydo1_540

E depois da primeira semana de desafio, sucumbo às tentações e aos vícios. Na alimentação, abro uma única exceção para o açúcar e passo a semana toda comendo errado. Quanto ao uso compulsivo de Internet, precisei usar o Facebook por causa de um trabalho em grupo na faculdade e acabei usando um pouco além do que devia, embora eu tenha aparentemente recuperado o controle este fim de semana.

A analogia à cocaína – até porque há alguns mecanismos semelhantes ativados tanto pelo açúcar quanto pelo vício em Internet – é extremamente válida. Um viciado em cocaína precisa viver um dia sóbrio por vez e não pode nunca abrir uma exceção. É exatamente o mesmo caso aqui. As regras do meu desafio são claras (clique aqui para saber mais) e eu falhei essa semana que passou.

Contudo, uma informação nova a tudo isso. Acidentalmente, vi um vídeo com o depoimento de um cara que sofria de “binge”, que traduzido para o português é “transtorno da compulsão alimentar periódica” (clique aqui para saber mais). O jeito com que tenho feito essas exceções alimentares quando sucumbo ao açúcar é justamente muito parecido com esse TACP – ingerir uma grande quantidade de coisas em um período curto (normalmente à noite), se não todos os dias, quase. Diz aí no link que se isso acontece pelo menos duas vezes na semana já pode ser diagnosticado como TACP. Será, então?

Ou é ainda outra coisa? Ainda seria esse buraco que carrego comigo e comer é uma forma de tentar tapá-lo? De verdade, eu nem sou obeso nem nada, mas estou um pouco acima do peso e, se continuar nisso, além de ficar infeliz comigo mesmo porque eu gostava de mim quando eu era magro até 3 anos atrás (a contagem de anos só aumenta, chega!), corro o risco de ter problemas de saúde e tudo o mais.

Contudo, quando vem a coisa parece que eu perco controle e só vou entender o que aconteceu depois que já me sinto amplamente culpado por ter exagerado na comida. Tem sido assim há 3 anos. 3 anos sem controle! E quando recupero, é por pouco tempo. Confesso que era mais fácil controlar o que eu comia quando morava sozinho, quando eu simplesmente ficava longe das tentações e não tinha como sair da linha, sobretudo à noite, naquela hora em que bate aquela deprê e comer parece a única coisa que faz sentido: comer sem fome alguma, sem vontade fisiológica alguma, só mesmo um tipo de compulsão.

É, parece que meu desafio, então, aumentou de tamanho. Pois, se realmente se trata de uma compulsão alimentar, a dificuldade em vencê-lo de fato aumenta. Nem por isso, contudo, vou desistir. Muito pelo contrário. Saber disso só me dá mais ânimo para vencer. Vamos nessa! Retomamos tudo de acordo com as regras amanhã. =)

14 Dias Já Foram. Faltam 351 Dias.

Esse post foi publicado em Alimentação e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s