Radioativo

SuicidaNão me sinto jovem. Não mais. Não me sinto especial. Não mais. Não me sinto.

A vida, outrora aberta a possibilidades e cheia de esperanças, secou-se. É um namorado que vai embora. É a confirmação de que a carreira não faz sentido. É a expectativa de solidão à frente.

Queria morrer jovem. Não quero enfrentar a velhice do corpo todo só. O problema não é a velhice, é enfrentá-la só. A tendência, pois, parece irrefutavelmente ser a solidão. A solidão que carrega, que afoga, que puxa para o fundo do oceano escuro, frio e vazio. As águas que congelam. O corpo que sofre.

A vida é sem sentido. Olho ao redor e o que vejo são vaidades: o culto ao corpo perfeito, à juventude, ao consumismo. Sociedade dos absurdos. Ninguém é capaz de sobreviver a isso. Ninguém!

Ou, talvez, alguns o sejam. Aqueles que conseguem encontrar alguém capaz de dividir um pouco de sua metade. E, de meio, passar a ser inteiro. Ou, ainda, passar a ser dois.

Eu queria ser dois. Além de outra metade para me acompanhar ao longo dessa vida cheia de sofrer, queria também um filho. Duas coisas que, a cada dia que passa, descubro estarem cada vez mais longes, descubro serem cada vez mais inatingíveis. Afinal, como ser gay, casado e pai?

No fundo da alma, ainda acredito que eu já estaria casado e com minha própria família se eu fosse hétero  Eu queria ser hétero  Queria sentir atração por mulheres a ponto de querer me casar e ter filhos. Queria. Muito. Quem sabe, assim, essa solidão insistente fosse um medo distante ou uma presença inconstante?

Enquanto isso, se já não posso ser um inteiro, ou, muito menos, dois, rezo com as forças da profundeza de minh’alma que, embora eu não deseje a Morte, que ela possa me levar antes que eu perca as poucas pessoas que ainda me restam na vida, antes que a solidão e o sofrimento sejam a única possibilidade da vida. Antes que toda essa radioatividade faça da vida um câncer sem volta.

Esse post foi publicado em Mente, Namoro, Relacionamentos, Sentimentos, Sexualidade, Trabalho e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s