É normal querer ficar sozinho?

“Ali existia um menino só, que, muito embora não fosse só um menino, vivia sozinho, embalado em solidão reluzente. Ele gostava de ir à praça sozinho, ao cinema sozinho, à praia sozinho. Ele sentia-se muito bem acompanhado, da melhor espécie de companhia que existe: a própria. Por isso, brincar, só se fosse apropriadamente junto de milhares de versões de si mesmo.”

Escrevi esse pequeno parágrafo ontem, na sala do cinema, enquanto esperava o segundo filme do dia começar. Sabe, gosto de fazer maratonas de filmes aos domingos, houve época em que fazia isso quase toda semana, assistindo de 3 a 4 filmes por dia (praticamente todos os horários possíveis). Ontem vi só 2 filmes, isso porque o terceiro era dublado e não gostei da ideia. Mesmo assim, me ocupei das 12h às 18h com almoço + filmes + passeio na livraria. Era como se passasse o dia a cantarolar “I Me Mine” dos Beatles (escute aqui!) ou “I My Me Mine” da banda japonesa 4 Minutes (escute este aqui!), enquanto observava, da minha toca do coelho, casais, famílias, amigos… seria eu o único sem companhia no shopping? E isso não parece ter me incomodado.

Foi quando me questionei: É normal querer ficar sozinho? Ou esse desejo é mais um tipo de fuga, outra armadura que construo para me proteger dos riscos de se estar com alguém? Até que ponto sentir-se confortável sozinho é realmente saudável?

Antes, esse sentimento de solidão se converteria em algum pensamento depressivo em relação a meu ex ou algo assim. Hoje, meu ex sumiu e a única coisa que ainda sinto quando lembro dele é uma certa repulsa, além da reprovação a mim mesmo por ter sido tão idiota por tanto tempo. Dessa forma, atualmente, quando esse sentimento de solidão aparece, ele vem com a cara de um mundo protegido, em que nada poderia me acontecer. E então… me sinto bem. Tão bem que pareço disposto a querer me enfiar nesse buraco quentinho e seguro mais e mais. Não me importo em sair com amigos (os poucos que talvez tenha aqui nesta cidade ainda nova para mim). Não me importo em viajar de volta a São Paulo, para ver minha família e amigos. Não mesmo. Mas quando o faço, eu acabo gostando. Algo como a sensação de fazer atividade física: não tenho a mínima vontade, prefiro evitar, mas quando me aventuro a fazer algo, sinto-me vivo. Ah! Acho que é isso, a sensação de sentir-se em vida. Porém, esse argumento não é suficiente para me tirar do meu buraquinho quentinho. Além de que minha capacidade em ser uma ótima companhia a mim mesmo só melhora com o tempo.

Esse post foi publicado em Amigos, Caminhando, Família, Namoro, Relacionamentos, Sentimentos e marcado , , , . Guardar link permanente.

26 respostas para É normal querer ficar sozinho?

  1. Carla Morais disse:

    Meu caro escritor, fico feliz por vc está se descobrindo, se conhecendo e começando a apreciar a sua companhia. Estar sozinho é diferente de se sentir sozinho, e quando estamos com nós mesmos, tanta coisa a gente aprende, percebe… coisas que antes nem imaginávamos que existia… assim como a cena que vc descreveu no cinema. Sabe por que? Por que vc está em paz consigo mesmo e isso faz toda a diferença. E ficar sozinho é muito bom e isso não é fuga ou medo de encarar sei lá o quê! Eu, particularmente, faço muita coisa sozinha; e também existem aqueles momentos em que quero a companhia de outras pessoas, mas sem depender delas, entendeu? Acho que vc está começando a entender isso… É isso aí, caríssimo, siga em frente! Abraços….

  2. Anônimo disse:

    Eu amo ficar sozinho,nem sempre,mas é muito bom.Pois, sozinho reflito sobre vários temas da minha vida.Na minha sala gosto de ficar sozinho pois algumas pessoas ,que eu gosto muito,fazem brincadeiras que eu não gosto, então decidi ficar sozinho ,sentar longe deles,ainda tenho comunicação com eles, mas não como antes e hoje vejo que está tudo ok,eu estou feliz e eles também e nem por isso deixei de ser amigo deles.!

  3. Joao disse:

    Estou pesquisando sobre solidão e encontrei seu texto, achei muito interessante, até pq é exatamente tudo que sempre senti na minha vida. Sempre gostei de ficar sozinho, passar o fds em casa, vendo filmes, lendo, etc. Mas curto sair também, baladas, boates… a questão que me veio preocupar atualmente é que acabei de terminar um relacionamento de 2 anos com uma pessoa maravilhosa, que gosta muito de mim e fazia tudo por mim, porém, não conseguia retribuir todo esse sentimento pra ela; sendo que meu relacionamento anterior foi a mesma coisa; fiquei um ano com outra pessoa maravilhosa que me amava e eu tambem nao conseguia retribuir esse amor. Fico imaginando que as vezes preferia estar sozinho do que com essa pessoa. É bastante complicado, me sinto muito bem sozinho em casa, e fico imaginando se será sempre assim, se nunca conseguirei me entregar totalmente num relacionamento. A vida é um aprendizado a cada dia, vamos ver como me sairei nesse próximo capitulo de minha vida, finalmente estou sozinho, como meu subconsciente ou meu “eu interior” sempre quis.

    • Strider disse:

      Oi, João! É bom saber que há pessoas que se identificam conosco. Isso faz com que essa sensação de “sozinho” perca um pouco de sua força. Fico feliz que tenha gostado do texto a ponto de deixar seu comentário =)

    • Robson disse:

      É João fico feliz em saber que não sou o único a passar por isso. Passo atualmente por uma situação idêntica a sua.

  4. Douglas disse:

    Me identifiquei com esse texto, sou extremamente solitário. Meus familiares vivem dizendo para eu ser mais sociavel, mas gosto da solidão, me sinto muito bem. É bom saber que existem outras pessoas que apreciam a solidão.

    • Strider disse:

      Oi, Douglas.
      Acho que existe uma certa pressão social nos dias de hoje para sair, estar sempre com alguém, etc. Porém, a gente deve respeitar nosso próprio tempo. Se estivermos a fim de ficar um pouco sós, qual o problema? A meu ver, nenhum. É só não exagerarmos na dose, claro. Socializar faz bem e tem seus momentos. Só não precisa ser seeeempre rs. Tem gente que tem medo de ficar sozinho. Mas a verdade é que, no fim, estamos sempre sozinhos.

  5. Thayse disse:

    Vi que seu post é do ano passado, mas tenho que comentar que fico feliz em encontrar alguém que pense como eu.
    Amo ir ao cinema sozinha, passear sozinha… não sei se tem essa mesma dificuldade, mas eu tenho uma que é fazer com que os outros entendam esse meu jeito!!!!!

    • Strider disse:

      Também acho legal encontrar pessoas que pensam parecido. Eu gosto de companhia, mas tem hora que é melhor ficar só, curtir a gente mesmo, refletir nas coisas. Faz bem.🙂

  6. Joana disse:

    Eu também gosto de ficar sozinha. Mas, afastei muitas pessoas de mim, pois elas não entendiam que haviam momentos que eu queria me isolar. Elas queriam ficar próximas e tinham momentos que eu me sentia sufocada com a proximidade delas. Assim, começaram a se afastar de mim, pois achavam que eu não gostava mais delas. Eu sinto necessidade de ficar sozinha. O problema é que quanto mais tempo eu fico sozinha, mais tempo eu quero ficar sozinha. E quanto mais tempo eu fico quieta, menos eu quero abrir a boca para conversar.
    Logo irei casar, após muitos anos de namoro. Já cheguei a morar por alguns meses com meu namorado e o convívio deu muito certo. É claro que havia briguinhas, mas nada relacionado à minha vontade de isolamento. Até porque ele trabalhava o dia inteiro e então, eu tinha o meu tempo sozinha. Eu sei que mais pra frente terei que ter uma conversa longa a respeito dessa minha necessidade pra que ele não fique chateado quando eu disser que quero um tempo só pra mim e para que não pense besteiras como “ela não me ama mais”.
    Muitas vezes não sinto vontade de me relacionar com as pessoas. Além disso, as pessoas me aborrecem com seus pensamentos e atitudes. Eu simplesmente não tenho saco pra elas. Por isso gosto de conversar em pensamento comigo mesma. Eu não me aborreço. Eu me amo. E como diz aquele ditado: “Antes só do que mal acompanhado”.
    Eu gosto de ficar sozinha. Não é por medo de me relacionar com as pessoas. É porque eu gosto. Eu consigo diferenciar isso na minha cabeça. Pois, existem situações que eu me isolo por me sentir desconfortável.
    Eu sou tímida pra conversar com pessoas que não conheço, porém se eu me sinto confortável, eu consigo manter boas conversas como se as conhecesse há muito tempo. Se não gosto do ambiente, eu simplesmente fico na minha. Nesse caso, é isolamento por não me sentir bem, e não porque eu tenho vontade.
    É isso que tenho a dizer. Houve uma época que achei que o problema estava em mim, pois muitos me disseram que não existe pessoa que goste de ficar sozinha. Mas, percebi que faz parte de mim. Puxei essa característica do meu pai. A verdade é que as pessoas são diferentes e não dá para generalizar os gostos e vontades.

    • Strider disse:

      Legal, Joana. Acho que você tem razão. Tem momentos em que queremos companhia. Tem momentos em que queremos um pouco de espaço só para nós. Tem gente que não sabe ficar sozinho nunca. Mas a gente sabe. E solidão é a única garantia do ser humano. No fim das contas, estamos sempre sós… seja em pensamento seja porque nunca seremos 1 com outro alguém. Faz parte aceitarmos isso e vivermos em paz com isso, para, então, podermos ser 2 com alguém especial do jeito certo.

  7. Daniele disse:

    Nossa… tanto a ver comigo que me impressionou… “Mas quando o faço, eu acabo gostando. Algo como a sensação de fazer atividade física: não tenho a mínima vontade, prefiro evitar, mas quando me aventuro a fazer algo, sinto-me vivo.” Esse trecho reflete diversos momentos da minha vida… convidam para sair e a resposta automática é não… mas se vou normalmente gosto.
    Os únicos momentos em que me incomodo é quando ou outros me observam e opinam que meu jeito está errado… sei em todo meu lado racional que a opinião alheia não deve me afetar, mas afeta e nesses momentos esse julgamento me faz muito mal… sorte que eu tendo a esquecer e logo sigo com minha vida… no meu ritmo… do meu jeito…

  8. Daniele Cunha disse:

    Amo fica sozinha, não a nada melhor que só ouvir a doce voz do silencio e de seus pensamentos… Amo o som do silencio. Me sinto muito mais a vontade quando não tem ninguém me incomodando ou me chamando para sair o tempo todo, é um saco gente grudenta demais que parece depender da sua companhia para tudo. Prefiro me isolar um pouco das pessoas… Sou bem estranha né? rsrrs Mas amo ser assim… Mas muitos não compreendem…

  9. Marcio Chagas disse:

    Curto muito estar “sozinho” e me identifiquei com o texto… Sempre questionei sobre a possibilidade de encontrar outras pessoas que se identificasse com essa opção de viver sozinho. Sou uma pessoa muito carismática conheço muita gente sou extremamente sociável mas gosto de momentos só porque tenho uma conexão com o meu. Muitas das vezes os amigos não entendem quando queremos estar sozinhos e isso não é legal mais tento amenizar a situação. Sou suspeito pra falar de mim(rsrsrsrsrsrs) eu me amo muito. E quando estou com grupos de amigos ou me relacionando com as pessoas que a vida nos permite conhecer, sempre passo boas energias, comentários otimistas, tenho uma visão positiva em relação a tudo. As vezes me sinto um E. T. Um ser de outro mundo por gostar de estar só. Depois de ler vários comentários bacanas aqui me certifiquei que não estou sozinho coisa nenhuma. Kakakakak obrigado por vocês existirem!

  10. Alexandre disse:

    Muito legal ler esses “post”. Me sinto sufocado, tanto no trabalho quanto na vida familiar, sempre estou atarefado ou sendo cobrado, isso sem falar no ciume possessivo de minha esposa. Não consigo relachar um só minuto, pois para sentir a sensação de solidão (saudável) é necessário haver um equilíbrio, estar bem consigo mesmo e sem ter que se preocupar com os outros. Como ainda não consegui esse equilíbrio só me resta admirar àqueles que tem este privilégio. Sejam felizes.

    • Janete disse:

      A pior coisa do mundo é a gente querer estar só e não poder porque o parceiro ou parceira está o tempo todo “grudado” e não consegue compreender nossa extrema necessidade de pensar e fazer coisas só para nós mesmos. Estou querendo terminar meu relacionamento por isso porque cheguei a conclusão que terei muito mais vantagens e me sentirei melhor estando só do que com essa criatura que me sufoca, apesar de eu gostar dela.

      • chelsea disse:

        😂😂😂😂😂😅 ccriatura que te sufoca. Estou numa fase dessas.

  11. Rachel disse:

    Ao ler este texto, pude me ver nele. Pois aconteceu exatamente assim comigo, depois do fim de relacionamento de muitos anos. Simplesmente passei a ter “nojo” do meu ex. Logo no inicío da separação não conseguia ficar sozinha, precisava estar sempre acompanhada e com algum tipo de relacionamento, demorei a perceber que esses relacionamentos estavam me fazendo mal ao invéz de me ajudar. Somente fazendo terapia é que consegui me desvencilhar dessa situação. Hoje felizmente estou muito bem e adoro a minha companhia. Amo sair sozinha, passear, ir a restaurantes, shoppings, viajar… efim, nada melhor que a nossa propria companhia… Concluí que eu me amo!!!

  12. Tita disse:

    Fui procurar sobre se é normal querer estar sozinho e não querer ter amigos e achei uma porção de gente que pensa como eu – entre os sites, este blog. Comigo funciona assim: eu sempre fui super sociável, na verdade a palavra sociável para mim, sempre significou levar alegria e mostrar para os outros que você está ali para o que der e vier. Quando se é criança ou adolescente, acho que é mais fácil ser assim, pois não temos o menor medo de sermos nós mesmos e falarmos aquilo que nos dá “na venta”. No entanto, o mundo adulto faz a gente apanhar e mostra um dos seus piores lados. Conhecemos de perto a trapaça,o egoísmo, o vencer a qualquer custo, etc. coisas que já estão no ser humano, mas quando somos menores não notamos isso, ou pelo menos não somos atingidos. Quando passamos para o mundo adulto e temos que encarar um emprego, ou um trabalho, começamos a ser atingidos e nem sempre é fácil sairmos bem dessa situação. O caso é que no mundo adulto, consigo me relacionar muito bem com as pessoas, mas não consigo ter familiaridade com ninguém. Fico apenas no cumprimento simpático, e com algumas pessoas, mantenho uma conversa rasa e rápida. Ainda preservo alguns poucos amigos, que considero o bastante para mim. Mas às vezes fico em dúvida se é certo ter esse relacionamento tão superficial com as outras pessoas. Não sei como se dão de verdade os relacionamentos que vejo no meu dia a dia. Não sei se são realmente verdadeiros e eu é quem estou de fora. Parece que todos conseguem ser amigos e dividir os pensamentos, mas soa tudo tão superficial. Então penso que se é para ser superficial, eu prefiro tratar o relacionamento como tal, e fico só no cumprimento mesmo. Uma coisa eu tenho certeza: amo estar sozinha com os meus pensamentos, mas ás vezes bate a dúvida se é isso é bom.

  13. Sâmia disse:

    Pesquisando se era normal eu querer e gostar de me sentir sozinha ,percebo que mais pessoas tem idéias parecidas com as minhas ,que não é doença até porque não me sinto doente ,e outras também conseguem ser felizes estando sozinhos.

  14. Sara disse:

    Até agora não sei se li o texto de outra pessoa ou se eu mesma escrevi e não lembro porque cada letra sou eu!
    Gostaria de poder trocar mais algumas palavras com você autor, se me permitisse… Não conheço outra pessoa assim e não está fácil…

  15. Elio disse:

    E o meu caso me sinto melhor quando estou sozinho, dispesso a companhia dos outros. nas horas estras estou grudado na tv vendo seriados, e o tempo nao para, espero que um dia mude, nao gostaria que fosse assim pa sempre.

  16. Salvador disse:

    Eu amo tar sozinho.

  17. chelsea disse:

    Oi, sou a Chelsea, faço 19 anos mês que vem.
    De uns tempos para cá as pessoas parece que me irritam e acabou preferindo estar só e a melhor coisa nisso tudo é que isso me faz bem. Até posso sair com amigos e tal mas em algum momento sinto a falta de ficar sozinha, no meu quarto quieta, vendo filmes, escutando música, comendo ou fazendo qualquer coisa mas SOZINHA.
    Minha amiga e meu namorado falam pra mim que isso não é bom e vou acabar afastando pessoas que gostam de mim do meu lado.
    Não tenho sido carinhosa com meu namorado mas fazer 10 messes de namoro, ele é um bom namorado mas me parece não ser o bastante suficiente para mim e isso me deixa chateada as vezes e nem eu sei porquê .
    As vezes sei quem sou e outras não e sinto como se essa fase que estou passando seja somente para eu me conhecer, me descobrir.
    Somos cristãos então eles falam de casar e tal e me pergunto porquê tenho que me casar e ter que partilhar minha vida com alguém se me sinto bem e feliz sozinha?
    Argumentam e tal mas nada que me marque ou sei la.

    Pude desabafar e é bom saber que não estou só nesse barco de amar sua própria companhia. Bj bj

  18. Lueci disse:

    muito bom o post, sou assim também passo muito tempo sozinha e não me sinto mal. Recebo muitas criticas por isso,mas aprendi a ignorar. Como houve em alguns comentarios também não sou muito compreendida no amor, talvez pelo meu jeito reservado de ser. Mas fico feliz em saber que existem mais pessoas como eu,que apreciam sua própria companhia. BJS.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s