Porque é mais fácil amar alguém inacessível

Recentemente, conheci uma nova pessoa. Ela é bonita, ela sorri pra mim, ela gosta de conversar comigo, a gente se dá bem, apesar de nossos contatos serem muito pouco frequentes e geralmente curtos. É o tipo de pessoa que chama muito a atenção. Mas ela é inacessível. Primeiro porque nem sei se curte o mesmo que eu. Se curte, não sei se sabe disso. Segundo, não posso mesmo, por diversos motivos (que não vou ficar detalhando aqui… saiba apenas que não dá mesmo).

Sabe… não é a primeira vez que isso acontece. Desde um certo desejo por um ex distante até pessoas que foram e nem moram mais perto de mim ou pessoas que não sentem atração por mim (ou pelo mesmo sexo). Fico pensando em quão constante para mim é isso de se apaixonar por alguém inacessível, alguém que claramente nunca terei. Pior mesmo é que, apesar dos pesares, eu gosto disso. É reconfortante se apaixonar por quem sei, consciente ou inconscientemente, que nunca terei. É seguro, sabe? Não tem riscos. Não vai rolar mesmo. Não vou aprofundar o sentimento. Ninguém vai saber ou comentar. No máximo, sonhar, praticar o “e se…”, o platonismo, e apreciar a beleza da pessoa, sua presença física (quando é o caso).

Eu já gostei de gente que gosta de mim, mas o fato de eles corresponderem me assusta. Logo, logo eu arrumo desculpa para terminar, motivos para ficar longe. E quando é difícil inventar esses motivos, procuro-os fora de mim. Vou fazer uma confissão, que pode ser absurda para muita gente que me conhece: Eu já larguei pessoas “perfeitas” (no campo do real) por me preocupar com a opinião do outro. É sim… sabe o que falei nos posts recentes deste blog?… sobre eu ter passado boa parte da existência vivendo e fazendo coisas por causa das outras pessoas, nunca parando para pensar em mim, no que me agradaria de verdade? É… vale igualzinho para relacionamentos. Já deixei de ficar com gente de quem eu gostava e que gostava muito de mim porque ele não era exatamente um modelo, porque meus amigos ou família acham ele meio gay “demais”, etc. E, pior ainda, quem muitas vezes diz algo são meus amigos ou minha família interna, isto é, aqueles que vivem dentro de mim, suas vozes internalizadas, mesmo estando longe, mesmo eles nunca sabendo, falando nada… e mesmo que nunca falassem algo assim no mundo real.

Por isso que é mais fácil amar alguém inacessível. Nunca vai rolar mesmo. Ninguém vai comentar que é proibido, que é algo entre dois homens, o que faria de nós dois “gays” – olha os rótulos aí! E mesmo quem aceita, ninguém vai ficar dizendo que ele não é tão bonito assim (embora eu ache que seja). Ninguém vai ficar comentando que a gente não combina (como não?). Ninguém vai dizer nada.

Sabe por que eu fico voltando o pensamento para meu ex? Porque ele era foda. Ele era o exemplo de alguém cobiçado, que muita, muita gente adoraria estar namorando. Ele não levantava suspeitas. E – pode parecer idiota -, pelo fato de sermos novos, era como se o que tínhamos não fosse um relacionamento homoafetivo – sim, eu sou preconceituoso também… muitas vozes internalizadas? E, o principal, além disso tudo, eu continuo voltando o pensamento para ele porque ele é inacessível. Ele não representa nenhum risco para mim. Ele é um Porto Seguro. Dá para viajar à vontade e, no fim do dia, estou são e salvo. E só. Sempre só. É… tudo tem seu preço.

Anúncios
Esse post foi publicado em Namoro, Relacionamentos, Sexualidade e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Porque é mais fácil amar alguém inacessível

  1. Lelê disse:

    Faz todo o sentido e eu concordo quando vc diz que é melhor por nao correr riscos. Mas, ao mesmo tempo, me pego pensando que é tão bom que se concretize… Nem que seja por um dia, uma noite ou um instante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s