Vivendo por outros

Desde que iniciei este blog, tenho vivido um período de reflexão muito forte. Propus-me enfrentar e conhecer minhas sombras. Fui a fundo, olhei muita coisa de perto. Porém, esse “muito” ainda é “muito pouco”. Veja bem… e não é que uma dessas sombras que venho questionando é se uma grande parte de minhas escolhas e ações nos últimos anos – lê-se “década” – se deu por causa de outras pessoas!

Confuso isso? Explico: Coisas como meu caminho profissional, a insistência em fazer Cinema, pessoas que conheci e escolhi para namorar, lugares para que viajei, posts, etc. etc. etc…. Parece meio extremo, né? Talvez, colocado assim, o seja. Mas veja um exemplo rápido: Quando no segundo ano da faculdade, comecei a namorar aquele que foi meu primeiro namorado. Já havia saído e namorado mulheres antes, mas nunca homens. Foi então que ele apareceu. Apaixonei-me perdidamente, como nunca antes havia me apaixonado. Vivemos um namoro intenso e poderoso. Sabe aquela imagem de Brokeback Mountain? É… foi por aí… Tínhamos muitas coisas em comum, principalmente a profissão que escolhemos. Eu achava isso divertido, um sinal de que tínhamos sido feitos um para o outro. Mas acabou. Durou pouco. E eu comecei a agir para aparecer para ele. Virei coordenador, fui para São Paulo, acabei trabalhando na Sede da rede de escolas em que ambos trabalhamos um dia, quando nos apaixonamos. Ele nunca soube… mas, inconscientemente, eu ainda acho que fiz tudo isso para ele ver que eu poderia. Ele nunca soube…

Depois de um tempo, namorei uma das pessoas por quem mais me apaixonei. Por ele, escolhi morar na capital. Por ele, trouxe de volta minha paixão por cinema. Quando fui para São Paulo e ele ficou (e então terminamos)… fazer Cinema se tornou mais que um objetivo, mas uma obsessão. Sabe… no fim, acho que Cinema era mais uma desculpa. Uma desculpa que confundi (e ainda hoje talvez confunda) como grande paixão. Mas não, na verdade eu queria provar para ele que eu podia. Fiz filmes, todos curtas-metragens. Ele soube disso… mas nunca os viu. Nunca deu a mínima. Eu queria impressioná-lo. Mostrar que eu era superior conquistando coisas que ele nunca conseguiria para si.

Meu, na boa… isso é muito estúpido! E se eu fiz tudo isso, pelo menos em parte, por causa deles… então o que sobra para mim? Não me admira estar tão perdido quanto anda ultimamente. Parte disso tudo foi por mim. E, se pensarmos bem, talvez eles tenham me servido de trampolim e me levado adiante. Mas e eu? Por que não fiz isso tudo por mim? E eu queria mesmo isso tudo? Ou será que meu sonho real está em outro lugar, muito diferente desse caminho que tenho seguido até os dias atuais? E por que é tão difícil esquecer esses amores passados mesmo depois de tanto tempo? Por que levar a vida para impressioná-los quando eles nem sabem mais se você existe ou o que tem feito?

Ah, questões! Muitas! E meu coração está cansado de amar assim. E minha mente está cansada de se obrigar a seguir um caminho que não era meu. Ou era? Perguntas, perguntas… e nenhuma resposta.

Esse post foi publicado em Namoro, Relacionamentos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Vivendo por outros

  1. Bronson disse:

    acho que amores passados são marcas que não deixamos para trás pelo fato de termos sido marcados por eles de alguma forma, como uma cicatriz de um machucado. Acredito na possibilidade de serem o trampolim para seguirmos em frente; mas para ser sincero, nunca pensei nisso como você o está fazendo. =] abração, amigo!

  2. Camila disse:

    Uau… Tenho andado distante exatamente por lidar com questões profundas como esta, também a respeito de mim, e tentar colocar a bagunça em ordem. Para viver o que eu realmente quero. A única coisa que posso dizer é estar imensamente feliz pelo estado confuso em que você se encontra agora!😛 Contraditório? Absolutamente! É a partir de todo este “caos” que, ao ser consciente, vai permitir você trnasformar tudo em “ordem”. Esta confusão, o conflito, a angústia e dor simplesmente fazem parte do processo, como sabemos. Força e persistência, que você fará descobertas incríveis, como também sabemos!🙂
    Forte abraço!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s