A Questão é o Amor (ainda)

O post hoje vai ser breve. Nada de mil palavras para um assunto que mal pode ser descrito em palavras, ou mesmo explicado com elas. Falar do Amor é semple complexo assim? Será que é dessa forma para todo mundo?

Acordei assim: calmo. Está tudo na paz. O mundo pode estar caindo, e estou tranquilo. Parece que, a cada dia, entendo mais e mais que somos todos Um, parte de um Todo, únicos e plurais. Não há o que temer, pois o mundo não é algo grandioso e opressor, o mundo somos nós e está em nós. Pensar assim, embora ainda falte muito para realmente assimilar essa ideia, acalma. Sei que tudo, independente de escolhas ou do que for, faz parte da Ordem do Universo, está interligado e move-se conforme a Consciência Universal, infinitamente mais inteligente que nossos cérebros humanos. Saber disso acalma a gente. Acalma.

Contudo, uma questão continua. Uma questão. Só ela. Que ainda precisa ser resolvida e, confesso, tem ficado de lado nos últimos meses, aparecendo só de vez em quando para dar as caras. A questão que tem se tornado cada vez mais primordial para mim e que precisa de foco e atenção especial: o Amor. Relacionamentos.

É estranho, mas estou solteiro e parece que quero continuar assim. E, ao mesmo tempo, não quero. Ainda existe um lado meu que gostaria de se entregar e de se afogar nos braços de um alguém especial, mesmo que outro lado saiba que isso é querer fugir do crescimento. E é esse mesmo lado que, hoje, parece me trazer a vontade de conhecer alguém que compartilhasse certas coisas comigo, o mesmo nível de maturidade, a vontade de crescer, sem possessividade ou ciumeiras, alguém que trilhe seu próprio caminho e cujo caminho se encontra com o meu, mesmo que seja por pouco tempo.

Essa noção da efemeridade dos relacionamentos (mesmo que embora não do Amor, que, ainda acredito, fica para sempre) é novidade para mim. Sempre acreditei no romantismo, no “para sempre”, na eternidade dos amores. Sempre acreditei na entrega. Sempre acreditei em fazer de tudo por quem se ama, mesmo mudar comportamentos fundamentais. Sempre acreditei no mudar-me para agradar o outro. Mas não. Não mais. Isso mudou. Isso claramente mudou. Acredito, agora, em ser eu mesmo. Acredito que é assim que ajudamos o mundo, nos compreendendo, sendo quem somos em plenitude. E é assim… é assim que quero amar alguém agora: aceitando-o em sua plenitude, bem como ter a minha totalidade aceita. Se isso for utopia, acho que me contentaria com o mais próximo disso que for, o leite para meu cereal. =)

221 dias já foram. Faltam 144

Anúncios
Esse post foi publicado em Namoro, Relacionamentos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A Questão é o Amor (ainda)

  1. camilapigato disse:

    Quando em nossos relacionamentos descobrimos um grave defeito nosso, o sintoma do quanto ainda não nos conhecemos, dá vontade de ficar solteiro eternamente e ficar focado apenas na jornada do autoconhecimento, uma vez que fica evidente o quanto esta jornada é infinita…
    Mas se é chegado o momento, simplesmente precisamos levar esta jornada junto da jornada a dois… E é aí que eu, pelo menos, me confundo… eu tenho dificuldade em fazer várias coisas ao mesmo tempo. Faço bem tudo o que faço, mas faço uma de cada vez. Se misturar, fico “perdida”.
    Mas a vida não é homogênea… e espírito cresce para todos os lados e precisa de diversas experiências. Que seja, então, como você falou: que haja ao lado outra pessoa interessada no mesmo crescimento, que respeitemos em plenitude e que nos respeite assim também… Ainda acredito na entrega do amor, no romantismo… mas talvez, com esta nova visão, sem os exageros e as ilusões… Mas confesso que, em hábitos, aidna trago muito do pensamento atávico de milênios… O desafio é: viver a dois, mas sem deixar de ser um!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s