Eu Sombrio – parte 2 – encarando a verdade

O que é mais engraçado sobre o Eu Sombrio é que ele é verdadeiro para todo mundo. Algumas pessoas vivem fugindo dele, outras fingem que ele não existe, mas ele está lá. Pior ainda, se você o ignora ou faz de conta que não é com você, ele, o Eu Sombrio, acaba com você.

Sentimentos não tão nobres, que todos nós temos, são geralmente associados com esse nosso lado das sombras. Inveja, raiva, ciúmes e por aí vai. Olhar para o lado oposto e sair caminhando como se não fosse com a gente é umas das piores coisas que se pode fazer.

Desde que escrevi aqui há mais de 1 mês sobre o Eu Sombrio, venho aprendendo a encará-lo, por mais que eu não goste do que veja a princípio. E pasme! Não é que os resultados se fazem bons? O verdadeiro perigo desse lado das sombras é quando escolhemos dizer que ele não existe e, então sim, ele toma conta da gente e se manifesta. Quando olhamos tal lado e reconhecemos sua existência, além de nos entendermos melhor, como seres humanos, conseguimos crescer como pessoas e evitamos as peças que nossos eus das sombras pregariam em nós.

Por isso mesmo digo e assumo. Tenho defeitos, assim como tenho qualidades. Sim, eu odeio, assim como eu amo. Tenho inveja e ciúmes, assim como aprecio e gosto de cuidar. E entendendo esse lado, aos poucos e cada vez mais, consigo quebrar paredes e demolir prisões em mim mesmo. O segredo é buscar sempre iluminar um pouco esse nosso lado que tanto tememos, pois  é entendendo esses sentimentos tabus ou até “proibidos” que podemos controlá-los e viver bem conosco mesmos e com os outros.

Como diria a Lois Lane do antigo seriado “Lois & Clark”, “eu até gosto dos meus defeitinhos, eles me fazem única.” Way to go!

68 dias já foram. Faltam 297

Esse post foi publicado em Espírito, Mente e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Eu Sombrio – parte 2 – encarando a verdade

  1. camilapigato disse:

    Bom, se você citou “Lois & Clark” já me conquistou…rs…
    Incrível, eu pensava sobre isso na caminhada pela manhã… Precisamos admitir este lado (não compactuar com ele! Pessoas fogem não somente por orgulho em não querer aceitar defeitos, mas por confundir as coisas e pensaram que conhecer este lado seria concordar com ele, e sofrem do princípio da “negação”, como mostra a Psicologia!) para podermos cuidar dele e diluí-lo à medida do possível.
    Admitindo-o, seria o começo da solução, certo? 🙂
    Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s