O Eu Sombrio

Desde que comecei neste caminho e resolvi registrá-lo em um blog, comecei a mexer e remexer em coisas paradas, cascas de ferida. Muita gente iria dizer que isso não se faz, não se mexe nessas coisas. O que você faria?

Fico pensando se uma vida com trocentas coisas assentadas vale a pena viver, quando às vezes quase não podemos nos mover para deixar tudo paradinho ali, no lugar. Ou se o risco de enfrentarmos nossa própria noite escura também vale o risco da sanidade. Eu diria que sou uma pessoa feliz. Tenho inúmeras qualidades, gosto de diversos (muitos) aspectos da minha vida. Daria para fingir felicidade nos cantinhos cheio de poeira também. Ah, daria!

Mas não… Eu tenho de ser do tipo romântico, daquele tipo que faria tudo por amor, largaria tudo, mudaria a vida por uma pessoa especial. Tenho, né? Agora aguenta. Agora não dá para ficar sem me apaixonar e é preciso ir fundo nessa e em outras caixas fechadas para resolver isso. Topei esse desafio e preciso ir atrás, mergulhar nas minhas próprias sombras e conhecer meu eu sombrio, aquele que a grande maioria teme só de assumir sua existência. Pois saiba que ele existe e é bem real.

Quem é meu eu sombrio? É aquele que me segura dos novos amores e traz aquela história passada de volta. É aquele que, por diversas vezes, me faz ser tímido ou me omitir quando sou facilmente capaz de ser a pessoa mais assertiva que conheço. É aquele que me ajuda a me auto-sabotar e comer errado. É aquele que é capaz de coisas que eu mesmo nunca faria, nunca.

É hora de mergulhar na psiquê desse meu outro eu e começar a entendê-lo, para um dia olhá-lo de frente e ser capaz de vencê-lo no olhar, pois é assim que se ganha dele. E talvez eu precise de ajuda para chegar lá…

14 dias já foram, faltam 351

Anúncios
Esse post foi publicado em Mente e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para O Eu Sombrio

  1. alanamenk disse:

    eu acredito muito na ajuda da escrita… como sendo terapia mesmo. Eu uso a escrita pra me entender. Descrevo tanto meu eu sombrio quanto o meu eu sol… consigo visualizar melhor.
    Acho que é a melhor ajuda que eu posso te dar. Afinal, é mais fácil conseguir entender o que acontece quando se põe, de fato e sem medo, todas as cartas na mesa.
    Parabéns pela sua coragem! ^-^

  2. Concordo com Alana com o fato da função terapêutica da escrita. Ela faz “milagres”. Descobrir e aceitar este lado sombrio é o primeiro passo para entender um pouco mais como funcionamos e, com isso, poder iniciar a processo de mudança. Se você já detectou seu lado sombrio, é o primeiro e enorme passo. Parabéns! Não desista, o processo é maravilhoso. O processo é contínuo, longo, mas extremamente gratificante.
    Abraço!

  3. gostei muito! obrigado isso vai me ajudar com certeza!

  4. muito bom…
    tenho uma proposta, faça contato: douglas@revistacultive.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s